Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Erros medíocres...


Voce parece gostar de minhas lagrimas, eu pude ouvir seus risos atrás da porta. As sujeiras estão escondidas, todo amor que voce jurou ser eterno parece estar camuflado. Dói demais ter que olhar em seus olhos e fingir que esta tudo bem, ter que moldar um sorriso para aparentar felicidade... Felicidade essa que não desejo para ninguém, uma felicidade mortífera. Todos os planos que tive com voce foram esfarelados como biscoito. O tempo não passou, estou aqui com o coração na mão e pronta para perdoar todos seus erros medíocres. Ouço seus sussuros e glorificações ao falar ao telefone, não me faça passar por tamanha humilhação, meu amor. Só agora percebo que o tempo todo usei espadas inofensivas para lhe atacar, tornei minha armadura de papel para defender-me de ti. Todos que estão de fora pensam que procuro a dor... Mais não é bem assim. Talvez eu desapareça, sinto muito.